terça-feira, 31 de maio de 2011

Feliz Aniversário

"E no meio de tanta gente eu encontrei você
Entre tanta gente chata sem nenhuma graça, você veio"


Há uma semana eu já vinha me alertando da dificuldade desta tarefa. Eu já sabia o quão árdua seria desde que me propus a fazê-la e numa condição de definitivamente não poder adiá-la por ainda mais tempo, estou aqui escrevendo e digladiando-me com minha razão, que ainda insiste em ser contrária a tudo isso. Acontece que há muito os meus suspiros são direcionados a uma única pessoa; e que eu já me cansei de ficar suspirando pela penumbra de seus movimentos e de não poder protagonizar nada mais daquilo que insiste em acompanhar cada um dos meus sonhos. Pra ser mais claro, eu estou perdido e completamente apaixonado por cada defeito seu que eu ainda nem encontrei, afinal, como diz uma poesia que eu duramente tento decorar, "cego ando eu há muito por te amar".

Devo confessar que, com uma certa ajuda da distância, por um determinado tempo eu consegui esquecer uma parte de tudo isso, mas que bastaram algumas notas cantadas na companhia de um violão pra que eu trouxesse à tona tudo o que por uns dois meses eu acreditei ter esquecido. Doce ilusão, já que estou aqui de novo ouvindo músicas que me fazem lembrar você e escrevendo o que era pra ser desde o início um texto de feliz aniversário; mas parece que eu falhei neste último. O único problema de toda essa história é que eu não sei o que esperar como resposta. Quer dizer, não sei nem se devo esperar alguma coisa como resposta, afinal, tenho medo de que minha mente, sempre muito criativa, tenha apenas me implantado algumas várias impressões de você que no final das contas não são reais e então eu me pergunto: "o que fazer?" O que fazer se de repente você simplesmente me ignorar pelo resto da nossa inevitável convivência? Se você me disser que não tem como fazer nada por mim e me pedir pra esquecer - sem saber que isso eu já tentei fazer por uma centena de vezes? O que fazer se por fim você me olhar, der aquele seu meio sorriso que tanto me fez suspirar, segurar minha mão e disser que não via a hora de eu abrir o jogo pra poder finalmente me dar um abraço como aquele com que eu tanto sonhei?

Bom, quanto a esta última, basta-me dormir pra conseguir a resposta.




"E podia estar tudo agora dando errado pra mim
Mas com você dá certo"

2 comentários:

Bell Souza disse...

Eu já vivi uma história parecida. crente que o dragão dentro de mim tinha morrido completamente e sem mais ou porquês ele acodrdou toda lindo, todo cheio de planos para o futuro. O bom é que a garota esperta dentro de mim sempre se posiciona mais rápido.
O importante não é o 'feliz aniversário' e sim, a pessoa que o diz. bj

Pamela Dal'Alva. disse...

concordo com a ultima frase da bell.
e amei a frase final do texo. é perfeita.